Mosteiro de São Bento do Rio De Janeiro

O Mosteiro de São Bento, complexo arquitetônico integrado também pela Igreja de São Bento, está localizado no Centro da cidade do Rio de Janeiro. Fundado em 1590, revela-se um patrimônio de beleza única e valor histórico singular.

O trabalho braçal da sua construção traz um aspecto interessante: foi integralmente executado por escravos. As pedras utilizadas como matéria-prima foram trazidas do Morro da Viúva, no atual bairro do Flamengo.

Quanto à igreja, as obras começaram apenas em 1633, pela capela-mor, e foram finalizadas aproximadamente em 1671. Seguindo um estilo arquitetônico de estética maneirista, seu interior é riquíssimo, totalmente forrado com talha dourada que vai do estilo barroco de fins do século XVII ao rococó da segunda metade do século XVIII.

O primeiro escultor ativo na igreja foi o monge português Frei Domingos da Conceição (c. 1643 – 1718). São suas as magníficas estátuas de São Bento e de Santa Escolástica e, no altar-mor da igreja, a Nossa Senhora do Monte Serreado, além de outras obras. A partir de 1714, seu projeto foi seguido pelos entalhadores Alexandre Machado Pereira, Simão da Cunha e José da Conceição e Silva, que entalharam a maior parte da talha da nave e várias imagens.

Entre 1789 e 1800, trabalhou na igreja um dos grandes escultores do rococó do Rio de Janeiro, Inácio Ferreira Pinto. Mestre Inácio refez a capela-mor (1787 – 1794. A bela capela rococó do Santíssimo Sacramento (1795 – 1800) é também obra de mestre Inácio. Os lampadários junto à capela-mor foram projetados e executados entre 1781 e 1783 por Mestre Valentim. Na sacristia do mosteiro está a obra-prima do pintor Frei Ricardo, uma tela representando o Senhor dos Martírios, pintada por volta de 1690. 

Dentro da igreja, existem, ainda, sete capelas laterais de irmandade: Capela de Nossa Senhora da Conceição, Capela de São Lourenço, Capela de Santa Gertrudes, Capela de São Brás, Capela de São Caetano, Capela de Nossa Senhora do Pilar e Capela de Santo Amaro.

Atualmente há visitas monitoradas ao conjunto arquitetônico, onde são apresentadas e explicadas as obras, imagens, talhas e estilos, entre outros.

Por todo o seu conjunto, o Mosteiro de São Bento é um dos mais belos patrimônios do acervo histórico-cultural da nação.

Fechar Menu